Não perca as novidades! :D

sábado, 27 de abril de 2013

Essa semana, ao conversar com algumas moças, pude perceber o quanto as pessoas estão perdidas com relação a sua maneira de se relacionar com Deus. Existe diferença entre a pessoa saber que Deus é seu Pai e ela crer que Deus é seu Pai. Diferença entre saber que Deus é seu provedor e crer que Deus é seu provedor. Diferença em saber que Deus o ama e crer que Deus o ama, enfim são vários questionamentos que tumultuam a mente e o coração de muitas pessoas, não só moças, mas rapazes também.
Primeiramente devemos definir o que é saber e o que é crer. Saber, está relacionamento às informações que temos ou adquirimos, são dados que recebemos de várias maneiras: pela fala, pela escrita, por aquilo que vemos etc. Crer é você acreditar em algo, independente de qualquer coisa; circunstâncias, pessoas. Crer é você ter a certeza de algo.
Saber está muito ligado com a mente e não necessariamente com o seu coração. Crer inclui tanto a mente quanto o coração. O diferencial mais importante é que você crê com o coração (nas suas emoções, seus sentimentos), Romanos 10:10 “Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.”
Tenho percebido, a partir de contato que tenho com várias pessoas, que existe um problema muito sério acontecendo em nossas igrejas, com os filhos de Deus. Há uma vasta informação a respeito de quem é Deus, do que Ele pode fazer e muitas pessoas SABEM disso, mas não CRÊEM nessa realidade. Elas simplesmente têm essas informações, mas não vivem aquilo que sabem por não acreditarem no que elas sabem.
Complicado? Muito. Porque a partir do momento que não se acredita na realidade do amor de Deus, você não vive a vida abundante que Jesus conquistou na cruz para mim e para você! E agora estou falando especificamente de amor. Muitos pregam sobre o amor porque sabem que Deus ama, mas não acreditam nesse amor por não experimentarem. Suas emoções de alguma maneira são bloqueadas para não permitir que este amor entre no seu coração. E isso acontece por vários motivos, por várias experiências vivenciadas: uma ausência paterna, um abandono, uma gravidez não desejada, filhos que são concebidos em meio à promiscuidade, negligência materna... enfim...posso citar muitos outros fatores, mas não é o meu objetivo aqui. Fato é que não basta você saber do amor de Deus, você precisa viver! Só assim sua vida cristã terá o mesmo brilho que havia na vida de Jesus quando esteve aqui na Terra!
Se você tem essa dificuldade de crer no amor de Deus (no seu coração), precisa buscar do Pai o porquê da existência dessa dificuldade. Busque cura, viva uma vida abundante, não se contente com o “pouco” que você já recebeu. Deus é uma fonte inesgotável e Ele quer ser real na totalidade da sua vida!

Comente aÊ xD

Pesquisar

Fan Page

Popular Posts

Tecnologia do Blogger.

Já é um membro?

Participe *-*

.
.